09/02/2018 08:20:00

Programa de estímulo ao controle social terá foco nos indicadores dos municípios

O Programa Consciência Cidadã na Sociedade, desenvolvido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso com o objetivo de estimular o controle social, terá foco nos indicadores do município em 2018. Antes do início das palestras e debates sobre as ferramentas disponíveis ao cidadão para fiscalizar o ente público, o TCE-MT apresentará aos participantes um vídeo com os principais indicadores das políticas públicas do município, como educação, saúde e gestão fiscal. A intenção é subsidiar a população com informações sobre a própria cidade, a fim de enriquecer o debate.

Segundo a secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do TCE-MT, Cassyra Vuolo, o programa foi criado em 2006 e desde então vem se aprimorando para acompanhar as mudanças na sociedade. Cassyra explica que a divulgação dos indicadores ajudará o cidadão a conhecer a realidade do seu município e estimular um debate produtivo sobre as políticas públicas desenvolvidas pela administração. "É importante que a população saiba que o TCE fiscaliza todos esses setores e criem a rotina de buscar informações no Tribunal", reforçou.

A retomada do programa este ano será em Primavera do Leste, no dia 1º de março. Ao longo do ano serão visitados também os municípios de Sapezal (abril), Sorriso (maio), Querência (junho) e, por fim, Cuiabá, em novembro. Este ano o número de municípios atendidos caiu para cinco, quatro a menos que no ano passado, quando o programa foi realizado em nove cidades. O motivo é o período eleitoral, que obriga o TCE a suspender as ações no interior de julho a outubro.


Apesar da mudança de foco, o formato do programa continua o mesmo. Ele será realizado à noite, horário em que a maioria das pessoas não está trabalhando, e em um clube ou auditório, com capacidade para no mínimo 500 pessoas, público que cada edição do programa em 2018 pretende alcançar. Comporão a mesa um juiz e um promotor de justiça, além de um conselheiro do Tribunal de Contas e de um procurador do Ministério Público de Contas. Neste ano, o TCE-MT será representado pelo vice-presidente e supervisor do programa, conselheiro interino Luiz Henrique Lima.

Fonte: TCE/MT