09/10/2017 07:58:00

6 fatos chocantes sobre tatuagens que ninguém te contou

Tintas tóxicas, dor e tempo de recuperação estão entre os itens.

Por mais legais que sejam, tatuagens apresentam alguns riscos que precisam ser considerados antes que uma decisão tão importante como fazer um desenho na pele para sempre seja tomada. Alguns são bastante conhecidos, mas outros são tão obscuros que muitas pessoas nem sequer imaginam que eles existem.

 

 

 

 

6. Ninguém sabe o que está na tinta das tatuagens

É de se supor que algo que você coloca em seu corpo com uma agulha seja o mais seguro possível. Mas não é bem assim. Nos EUA, como as tintas não são classificadas como alimentos ou drogas, a FDA presta pouca ou nenhuma atenção quando se trata de regulá-las. Elas são classificadas como um produto “cosmético”. No Brasil, apenas três marcas são permitidas para a venda pela Anvisa. Em 2014, a agência proibiu 14 marcas de serem comercializadas no país. Mas então, o que exatamente está na tinta de tatuagem?

Tatuadora brasileira que não sabe desenhar se especializa em tattoos horrorosas

Além do fato de que não sabemos o que acontece com a tinta de tatuagem a longo prazo, as pessoas que as fabricam tornam quase impossível descobrir o que está em suas misturas. No entanto, quando colocadas sob um microscópio, verificou-se que algumas tintas contêm metais pesados, micróbios e uma carga de carcinógenos – todos os quais representam riscos inaceitáveis ​​para a saúde. Se a sua tatuagem contém óxido de ferro, que costumava ser um ingrediente bastante comum nas tintas vermelhas, fazer uma simples ressonância magnética poderia fazer com que seu corpo entrasse em pleno colapso. Isso porque o campo magnético gerado pela máquina pode fazer com que esses elementos gerem uma corrente elétrica e basicamente fritem sua pele.

 

 

Se não bastasse tudo isso, o fato dos fabricantes de tinta não dizerem com clareza o que está em seu produto torna a remoção dessas tatuagens mais dolorida. Se os médicos conhecessem a composição química de cada tinta, eles poderiam identificar e calibrar um tratamento que teria uma boa chance de funcionar sem colocar um paciente em um coma induzido pela dor. Sem essa informação, no entanto, eles apenas usam lasers, algo muito menos divertido do que parece.

 

Em 2012, um surto de micobactérias não tuberculosas (um primo da tuberculose real) começou a afetar os proprietários de tatuagens nos EUA. A infecção foi rastreada até um fabricante de tinta não-estéril e a FDA finalmente entrou em ação. Tudo o que precisou foram dezenas de pessoas terem sangue escorrendo de sua pele por alguns meses.

5. Tatuagens podem render um processo por violação de direitos autorais

 

 

Bom, pelo menos se você exibir ela em um filme famoso. As pessoas adoram as tendências que vêem na TV. Então, quando vemos nossos personagens de ficção favoritos ou celebridades reais ostentando tatuagens legais, algumas pessoas, naturalmente, querem fazer igual. Mas nem mesmo a sua pele é imune às leis da propriedade intelectual, e fazer uma tatuagem da cultura pop pode se transformar numa dor de cabeça.

Aconteceu algo assim com uma das mais famosas tatuagens das celebridades: a chama no rosto de Mike Tyson, que foi usada no filme Se Beber Não Case 2. Quando o filme mostrou um dos personagens principais fazendo uma tatuagem semelhante embriagado, a Warner Bros. foi processada por Victor Whitmill, o artista responsável pelo desenho original. Ele alegou que, ao reproduzir a tatuagem e incluí-la em cartazes e outros materiais de marketing sem sua permissão, a Warner Bros. cometeu violação de direitos autorais. O estúdio tentou reivindicar que a segunda tatuagem era uma paródia, mas o juiz discordou e Warner foi forçada a fazer um acordo fora dos tribunais.

Outro potencial campo para este problema são os videogames. Quando o popular jogo de basquete NBA 2K criou seus avatares virtuais, também adicionou as diversas tatuagens dos jogadores reais, o que levou um grupo de tatuadores a processarem os criadores do jogo por duplicar suas obras. Seu processo apenas falhou porque eles pediram pelos direitos autorais após o lançamento do jogo, mas eles ainda conseguiram reclamar danos por perda de renda. Em outro caso, quando uma tatuagem no lutador da MMA Carlos Condit apareceu no jogo UFC Undisputed, o artista responsável apresentou uma demanda nos mesmos motivos de violação de direitos autorais.

4. Recuperar-se após fazer uma tatuagem pode levar um longo tempo

A dor de fazer uma tatuagem pode ser maior depois do que durante o desenho.

Uma em cada dez pessoas passa quatro meses se recuperando dos efeitos colaterais médicos da tatuagem. Em uma pesquisa com 300 pessoas tatuadas, 10% admitiu sofrer de reações adversas muito tempo depois de sua nova arte corporal ter sido curada. Isso pode variar de vermelhidão a longo prazo até bolhas dolorosas.

Outro efeito médico secundário é que tatuagens podem dificultar o diagnóstico de câncer. Em 2013, um homem alemão estava fazendo a remoção de uma tatuagem quando uma verruga de aparência suspeita foi descoberta escondida dentro de sua arte. Os médicos a examinaram e o diagnosticaram com melanoma da Fase 2. Mais de uma dúzia de casos de câncer não tratados relacionados com tatuagem foram registrados apenas nos últimos anos, o que significa que muitos pedaços de morte ainda estão escondidos dentro de símbolos do infinito e tatuagens irônicas do Bart Simpson.

 

 

3. Sua pele aos poucos se livra das tatuagens

Apesar do que seus pais costumavam dizer, as tatuagens não são permanentes. Não importa o que você faça, os desenhos ultra complexos na sua pele vão aos poucos desaparecer.

Você pode ser a pessoa mais cuidadosa com sua tatuagem, mas antes de perceber, você estará gastando dinheiro para recuperá-la, porque ela começará a ficar ruim. Isto é especialmente verdadeiro se você tem sua tatuagem em uma área do seu corpo que se move com freqüência, como suas mãos, pulsos e pescoço. Isso ocorre porque a ação de sua pele se movendo e dobrando destrói a tatuagem mais rapidamente.

Pensando em fazer uma tattoo? Veja os efeitos do tempo em alguns modelos

Se você não quer acelerar esse processo, é preciso fazer outra coisa: ficar longe do sol. Para sempre. Uma queimadura de sol faz com que sua pele descasque, fazendo com que a tinta enfraqueça ou borre muito mais rápido do que o normal. E como você acabou de pintar sua pele de forma anormalmente escura, a pele tatuada é mais sensível às queimaduras solares, absorvendo a luz solar mais facilmente e causando inchaço, comichão ou mesmo bolhas.

2. Há várias coisas que tornam os tatuagens mais difíceis de remover

Tudo deu horrivelmente errado. Seu relacionamento acabou, a banda se separou, qualquer coisa assim. Seja qual for o motivo, você precisa que esta tatuagem seja removida agora. Tudo bem. É só ir até a clínica de cirurgia laser mais próxima e remover esse erro da sua pele. Exceto que isso não funciona em todos os casos.

Por exemplo, as coisas se complicam se você fuma. A chance de uma tatuagem ser removida dentro de dez sessões laser (um tratamento bastante padrão) é reduzida em 70% em fumantes. Isso porque o tabagismo inibe o sistema imunológico, o mecanismo que faz com que a tinta saia do corpo.

Outro problema é se sua tatuagem está cheia de cores brilhantes. Infelizmente, escolher literalmente qualquer outra cor que preto ou vermelho significa mais daquelas cirurgias laser dolorosas já mencionadas. Quando se trata de tintas como amarelo, azul e verde, a chance de sua remoção dentro de dez sessões fica reduzida a míseros 20%, por que, em vez de se desintegrar quando atingidas pelo laser, essas cores mudam de matiz e se recusam a acreditar que você as quer fora de seu corpo.

Mas mesmo que você não fume e tenha uma tatuagem preta, removê-la pode ser difícil. Quanto mais velha é uma tatuagem, mais difícil é livrar-se dela. Ao longo do tempo, a tinta afunda mais profundamente no corpo. Apenas três anos, e a terapia a laser tem apenas uma taxa de sucesso de 47%, enquanto as tatuagens com mais de seis anos de idade são muito difíceis de tirar.

E aqui o que é mais irônico: se você ouviu a sociedade e tem uma discreta tatuagem no tornozelo ou no pé, que ninguém, incluindo potenciais empregadores, pode ver, suas chances de removê-la dentro de dez sessões são ainda piores. Esses locais discretos estão longe das principais rotas de remoção de coisas ruins do seu corpo, o que significa que elas demoram mais para sair.

 

 

1. Tatuagens podem fazer você suar menos, e isso pode ser perigoso

Um estudo feito esse ano mostrou que pessoas tatuadas suam menos do que o normal na parte tatuada de suas peles. Isso pode causar problemas de saúde. Maratonistas, bombeiros e soldados, por exemplo, podem já estar suando o que é chamado de “máximo absoluto”. Se perderem mais capacidade de suar e ficarem com um máximo absoluto menor, podem se sujeitar a maiores riscos de saúde.

O estudo foi feito com uma amostra pequena – apenas 10 homens tatuados nas partes superiores do corpo, Além disso, o método utilizado para estimular o suor não foi natural, o que pode ter afetado os resultados, mas esse pode ser um indicativo importante de um problema até agora desconhecido. [Cracked]

Fonte: Hypescience